Fotografo: Reprodução/google
...
foto meramente ilustrativa

Após ser reeleita para a presidência do Sindicato dos Servidores Municipais (SISMUJ) de Juara, em eleição realizada na sexta-feira, dia 13 de setembro, a servidora, Edna Benevides de Souza Lima e a advogada do Sindicato, Amanda Colet, que atua como assessora jurídica da entidade registrou boletim de ocorrência na Polícia Militar contra uma pessoa, que segundo elas descontente com o resultado da eleição teria proferido ofensas através de um grupo de aplicativo via whtasapp.

O acusado, segundo elas, é um morador de Juara que por meio de áudio enviado no grupo teria proferido as ofensas chamando-as de ideológica, débil mental, maluca, entre outros.

Primeiramente o acusado teria dito as palavras de ofensas para servidora, Edna Benevides, presidente do Sismuj e a advogada Amanda Colet tentou interferir em defesa da mesma e acabou recebendo ofensas, sendo chamada de imbecil, momento em que o acusado disse que ela não poderia ser chamada de doutora, e que é uma advogadinha meia boca e que na “fila do pão” ela não é ninguém.

Diante de todo relato das supostas vítimas, foi confeccionado o boletim de ocorrência em encaminhado para a delegacia de Polícia Judiciária Civil de Juara para as eventuais providencias, e o nome do acusado não foi revelado pelas autoridades políciais, uma vez que o caso ainda deverá ser investigado.