Fotografo: Divulgação
...
JC Torraca

Pesquisa CNT

Pesquisa divulgada ontem pela CNT (Confederação Nacional do Transporte) e pelo instituto MDA revela que o ex-presidente por dois mandatos consecutivos, Luiz Inácio Lula da Silva mantém-se à frente de outros possíveis candidatos para as eleições presidenciais de 2018. Porém, numa simulação de segundo turno, quem venceria em uma disputa com Lula seria o tucano Aécio Neves, derrotado nas eleições de 2014. ....

Embate

Na pesquisa estimulada, Aécio teria 15,9% do apoio e, mesmo assim, ficaria atrás de Lula no primeiro turno, com 22%. Marina Silva teria 14,8% e, empatados tecnicamente, aparecem Ciro Gomes (6%), Bolsonaro (5,8%) e Temer (5,4%). 21,2% votariam em branco ou nulo e 8,9%, nesse cenário, ficariam indecisos. Quando a hipótese tem o governador paulista Geraldo Alckmin como representante do PSDB, a diferença para Lula fica ainda maior, com 22,3% para o petista e 15,9% para o tucano. ....

Muda tudo

Num segundo turno, porém, Lula enfrentaria muitas dificuldades para se reeleger. Isso porque, com Aécio na disputa, o petista perderia por 34,3% a 29,9%. Contra Marina seria a mesma coisa: derrotado por 35% a 28,9%. Nesse caso, segundo a pesquisa da CNT, o ex-presidente só venceria Temer, em um "placar" de 31,7% a 27,3%. ....

Outro cenário

Caso Lula não fosse para o segundo turno e a disputa na etapa em questão fosse entre Aécio e Marina, eles empatariam tecnicamente: 29,7% a 28%, com leve vantagem para ele. Temer, por outro lado, perderia em todos os cenários de segundo turno emulados. ....

Por baixo

O relatório da CNT/MDA mostrou também que a administração de Michel Temer tem baixa aprovação, quase idêntica à de Dilma. O governo peemedebista é aprovado por apenas 11,3% dos brasileiros, enquanto o da petista tinha uma taxa de 11,4%. ....

Espontânea

Na pesquisa espontânea, Lula tem 8,6% de intenção de voto, enquanto Aécio aparece com 5,7%. Marina Silva possui 3,8%, enquanto a presidente afastada Dilma Rousseff tem 2,3%. Atual presidente interino, Michel Temer atingiu 2,1%, mesmo índice de Jair Bolsonaro (PSC-RJ). Ciro Gomes (PDT) figura com 1,2% das intenções de voto. Os demais presidenciáveis não atingiram sequer 1%. ....

Indecisão

A pesquisa revelou alto número de indecisos – e nem poderia ser diferente, diante da situação do país. Nada menos do que 54,1% dos entrevistados afirmaram não ter em quem votar. Os votos em branco somam 16,7%. ....

A pesquisa

A CNT/MDA ouviu 2.002 pessoas em 137 municípios de 25 unidades da Federação no período de 2 a 5 de junho. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais. Para acessar a pesquisa na íntegra, clique aqui. ....

Sem transparência

O Ministério Público Federal está entrando, hoje, com ações civis públicas contra 18 municípios da região de Campo Grande e contra o Governo do Estado, que não estariam cumprindo totalmente com a Lei da Transparência. No total, serão 35 ações em todo o Estado, as quais atendem recomendação de Brasília pedindo a adoção de medidas judiciais contra todos que não estiverem cumprindo com a legislação. ....

Ajustes

De acordo com a assessoria do Ministério Público Federal, a ação contra o governo será porque o Portal da Transparência não disponibilizou a íntegra de contratos e a gestão fiscal e execução orçamentária. O governo alega que já estão sendo feitos ajustes no Portal para que os contratos sejam inclusive digitalizados. ....

Clareza

A assessoria do MPF disse ainda que caberá a cada regional do Ministério Público Federal ingressar com as ações civis públicas contra as prefeituras das suas áreas de jurisdição. Ou seja, além das 19 ações da área de Campo Grande, outras regiões devem estar na mira da fiscalização federal para que as prefeituras cumpram com a obrigação de informar aos cidadãos onde, como e quando gasta os recursos públicos. ....

Evolução

De acordo com o Ranking da Transparência, Mato Grosso do Sul foi o estado que apresentou maior evolução nas ações de transparência: 550%. Antes tinha pontuação de 1.4 e agora está com 9,20, estando entre os 10 com melhor desempenho. ....

Japa herói

Um dos "heróis" nacionais dos que protestaram nas ruas contra a corrupção, o policial federal Newton Ishii ou o ‘japonês da Federal’, conhecido por escoltar investigados da Operação Lava Jato, está preso na superintendência da PF em Curitiba, mesmo local onde ficam os presos da Lava Jato. Ele é acusado de facilitação de contrabando e chegou a ser preso em 2003, na operação Sucuri. ....

Informante

O policial também foi acusado de vazar informações sobre operações da Polícia Federal. Em novembro passado, o agente foi apontado como responsável por vender informações sigilosas à imprensa. ....

Símbolo

Por aparecer por muitas vezes ao lado de presos da Lava Jato, o "Japonês da Federal" se tornou um dos ‘símbolos’ da operação, tanto que, durante a o carnaval, muitos foliões usaram máscara e carregaram boneco inflável do "japa". ....

Comentários, críticas e sugestões: cafeamargocoluna@gmail.com