Fotografo: Reprodução/google
...
Foto meramente ilustrativa

A segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa terá início nesta sexta-feira, dia 01 de novembro e vai até o dia 30 do mês, e nesta fase, devem ser imunizados bovinos e bubalinos na faixa etária de zero a 24 meses, o que contabiliza cerca de 4,3 milhões de animais em 240 mil propriedades.

O pecuarista deverá se demonstrar responsabilidade e preocupação com a sanidade de seus rebanhos para erradicar a Febre Aftosa no Estado e abrir mercado livre para as exportações cada vez maior.

Em Mato Grosso, cerca de 13,6 milhões de bovinos e bubalinos devem ser vacinados durante a segunda etapa de vacinação contra a febre aftosa, e a exceção fica para as propriedades localizadas no baixo pantanal mato-grossense. Nesta etapa é obrigatória a imunização de todos os bovinos e bubalinos, de mamando a caducando.

O prazo é de 1º de novembro a 15 de dezembro para vacinar e comunicar a vacinação junto ao Indea, e a multa para quem deixar de vacinar o rebanho dentro do período da campanha é de 1 UPF (Unidade Padrão de Fiscal) por cabeça de gado não vacinado. O produtor que atrasar a comunicação fica impossibilitado de emitir a Guia de Trânsito Animal (GTA) por um período mínimo de 30 dias.

O médico veterinário do Instittuto de Defesa Agropecuária (indea) de Juara, Francisco Valtenio Sales concedeu entrevista a reportagem da Rádio Tucunaré e acessenoticias e falou sobre a importância dessa imunização na segunda etapa.