Fotografo: Grupo amplitude de comunicação
...
Fotos do fato

O suposto fim de um relacionamento amoroso entre cunhados colou fim na vida de uma jovem de apenas 28 ano de idade na cidade de Juina, região noroeste de Mato Grosso.

Segundo notícias espalhadas na mídia social, a jovem de 28 anos teria desaparecida quando saiu para buscar sua sogra em um sito e desde então não foi mais vista e nem deu notícias a família, uma vez que ela era casada e mãe de dois filhos.

O fato ocorreu neste final de semana, dia 30 de junho de 2019, e Policiais civis e militares juntamente com corpo de bombeiros e colaboração de populares se mobilizaram durante todo final de semana em buscas de pistas que levassem ao encontro da jovem mulher.

No final, veio o resultado inesperado, o corpo da jovem foi localizado por Carlos Artur Moraes Coutinho, um dos colaboradores nas buscas. O corpo estava cerca de 100 metros do local que vai para a propriedade que fica aproximadamente à 03 km da cidade.

Segundo a polícia, o corpo já estava em estado de decomposição e apresentava marcas de perfuração de arma branca (faca) na cabeça e nas costas.

Diante do episódio, foi preso Edmar Bugari, 32 anos, cunhado da vítima, principal suspeito de ter cometido o crime. Em depoimento a polícia, o acusado confessou a autoria delitiva do crime e disse que matou a esposa de seu irmão porque mantinha com ela, um relacionamento amoroso a cerca de dois anos, e que nos últimos dias, ela ameaçava contar o desfecho para família.

Com medo, segundo ele de seu irmão saber que ele saia com a cunhada decidiu matar a mulher, revelando que em um momento de raiva cometeu tão ato brutal com sua cunhada.

O trabalho foi elucidado pela equipe de investigadores da Polícia Judiciária Civil de Juina comandada pelos delegados, Dr. Marco Remuzzi e Romildo Nogueira da Fonseca Júnior.

Como o acusado confessou a autoria do crime bárbaro, será lavrado o auto de prisão em flagrante dele e ficará detido.

“Em menos de 24 horas conseguimos elucidar esse crime. Nossos investigadores trabalharam bastante e conseguiram deter o acusado, que confessou o crime. Isso mostra nossa determinação de trabalhar em prol da sociedade”, destacou Dr Romildo.

Jovem assassinada pelo cunhado