Fotografo: Agencia Brasil
...
ex-judoca Luciano Corrêa,

O ex-judoca Luciano Corrêa, de 37 anos, anunciou nesta segunda-feira (27) que abandonará os tatames do Minas Tênis Clube após 20 anos.

O ex-atleta, campeão mundial em 2007, bronze em 2005 e bicampeão pan-americano em 2011 e 2015, quer passar mais tempo próximo da esposa, a ex-nadadora Joanna Maranhão, e do filho do casal, Caetano, que completará o primeiro ano em agosto.

Joanna, que é gerente de esportes da prefeitura de Recife, mora com o filho na capital pernambucana.

O lutador, nascido em Brasília, defendia o Minas Tênis Clube desde os 17 anos de idade, e tinha contrato até 31 de julho. A decisão de não renovar o vínculo foi anunciada através de uma carta aberta na página do ex-atleta:

“Só mesmo o judô para me fazer morar longe de minha família, era preciso um objetivo muito grande e o Minas me proporcionou isso. Sou uma pessoa muito ligada à família, e é por ela que, hoje, infelizmente, sou obrigado a me despedir do Minas”

Luciano, que também esteve nos Jogos Olímpicos de Pequim (2008) e Londres (2012), se aposentou como atleta em dezembro de 2017, e desde então atuava como assistente da equipe principal e treinador do sub-18.

“A Diretoria do Minas só tem a agradecer ao campeão Luciano Corrêa, que chegou ao clube ainda menino e se tornou um exemplo bem-sucedido do trabalho de formação esportiva realizado no clube.

É enorme a contribuição de Luciano à história do judô minastenista e brasileiro, seja como atleta vencedor e profissional dedicado e também como referência na promoção do desenvolvimento do judô à frente de instituições que têm no esporte um importante instrumento de inclusão social”, declarou o vice-presidente do Minas, Carlos Henrique Martins Teixeira.