Fotografo: Reprodução/portaldoarinos
...
foto meramente ilustrativa

Os três dentistas, Clodimar José Rissotti, Maílson de Souza Guimarães e Giovana Mathilde Oliveira, que foram presos em flagrante acusados de atos ilícitos e de falsidade ideológica passaram por Audiência de Custódia, nesta quarta-feira, 05.

O Poder Judiciário fixou fiança no valor de R$ 14.970,00 para Clodimar e Maílson e para Giovana R$ 10.978,00.

A prisão dos envolvidos foi na terça feira, 04 de junho, depois de serem monitorados por cerca de 4 meses pelo Ministério Público, onde foi constatado que estes profissionais registravam o horário de chegada e de saída do trabalho, uma vez que são servidores da Prefeitura Municipal de Juara, porém, não permaneciam em seus postos de trabalho.

Os dentistas deverão responder pelo crime de falsidade ideológica em continuidade delitiva e sanções na Lei de Improbidade Administrativa que prevê, inclusive, a perda da função e o ressarcimento aos cofres públicos.

Segundo o Ministério Público haverá investigação para instauração de Procedimento Administrativo Disciplinar (PAD). Todas as ações e atuações neste caso foram dos Promotores de Justiça da Comarca de Juara.