Fotografo: Reprodução google
...
Ilustração

O Instituto Mato-grossense de Economia agropecuária divulgou os dados do fechamento de custo de produção do milho alta tecnologia para a safra 2019/20 no Estado e os números do mês passado (dezembro) alcançaram a marca de R$ 2.418,35/hectares, evidenciando incremento de 10,62% nos custos variáveis ante o fechamento da safra anterior.

“Mesmo com a tendência de baixa nos preços dos fertilizantes dos últimos meses, devido à maior disponibilidade no mercado em nível mundial, os macronutrientes ficaram 18,27% mais caros que na safra anterior, o que representa um desembolso de R$ 99,84/hectares a mais para esta safra.

Assim, considerando a produtividade estimada para a atual safra, para que o produtor cubra os custos variáveis, é necessário que negocie seu produto a pelo menos R$ 22,82/saca.

Esse valor está R$ 3,07/saca superior ao da safra 18/19. Contudo,o ponto de equilíbrio da safra 2o19/20 se encontra próximo ao preço ponderado pela comercialização”, conclui o instituto, no boletim semanal, divulgado ontem.

Apesar da baixa oferta de milho disponível no mercado, a demanda interna segue firme em algumas praças, fazendo o preço exibir uma valorização semanal de 9,78%.