Fotografo: Reprodução/google
...
Foto apenas ilustrativa

O município de Novo Horizonte do Norte (18-km de Porto dos Gaúchos) vive momento ainda de incerteza com relação a construção de uma obra de aterro sanitário no valor aproximado de mais de dois milhões de reais por parte de uma empresa privada.

Um grupo de moradores do município chegou a fazer um abaixo-assinado com assinaturas da população, com objetivo de pressionar autoridades políticas locais para impedirem a implantação de um aterro sanitário no município.

O prefeito da cidade, Silvano Pereira Neves disse que defende a ideia da implantação do aterro sanitário, e argumenta que o empreendimento trará benefícios para o município como, por exemplo, geração de empregos, e que não trará nenhum dano maléfico as propriedades vizinhas de onde for implantado, e nem ao município, deste que o responsável pela obra cumpra todas as exigências da legislação ambiental vigente.

Com relação ao abaixo-assinado da população, o prefeito ressalta que está sob analises no Ministério Público e o chefe do poder executivo disse entender o clamor da população, contudo, é muito difícil de o município impedir uma obra dessa magnitude, e corre até mesmo o risco do gestor (prefeito) ter seu documento de CPF bloqueado, caso não cumprir as determinações da lei.

A área adquirida é de 35 hectares, mas a empresa poderá desmantar somente 20% desse total para construção da obra, conforme disse o prefeito.

“A administração municipal não pode impedir uma obra dessa magnitude, porque na verdade é via de lei e todos os municípios precisam seguir, então vamos aguardar todo o processo que está sendo feito mediante a empresa e até mesmo as manifestações populares, mas sabermos o resultado final”, disse o administrador.

O custo para levar o lixo coletado na cidade para outras localidades de aterro, como  faz o município de Porto dos Gaúchos, tem um custo muito alto e o município de Novo Horizonte do Norte não tem condições financeiras para custear esse valor, segundo explicou o prefeito Silvano.