Fotografo: Reprodução/google
...
Foto meramente ilustrativa

A habilitação pela China de sete plantas de suínos de Santa Catarina pode levar ao aumento das exportações de miúdos para o gigante asiático, afirmou em nota o presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Francisco Turra.

Ele deu os parabéns à ministra da Agricultura, Tereza Cristina, pelas missões ao país, a última delas no fim de outubro, junto com o presidente Jair Bolsonaro. "Há grande otimismo com estas novas habilitações, considerando que o segmento de miúdos poderá ampliar significativamente a receita dos embarques do setor produtivo para esse mercado.

O Brasil consolidou sua posição em prol da segurança alimentar chinesa, que agora é ampliada", afirmou Turra em comunicado divulgado o pela entidade.

A China, que tem necessidade de importar proteína animal em decorrência da peste suína africana, já comprou 156,6 mil toneladas de carne suína do Brasil entre janeiro e setembro deste ano, 34% a mais do que no mesmo período de 2018.