Fotografo: G1/mundo
...
Foto real do fato

Policiais do México tentavam, neste domingo (11), ajudar milhares de migrantes da caravana que saiu da América Central a encontrar caronas para a próxima etapa da jornada rumo à fronteira com os Estados Unidos.

Em um pedágio a oeste de Queretaro, cidade no oeste do México onde o grupo passou a noite de sábado, policiais ajudaram a caravana a encontrar caminhões dispostos a levar os migrantes. A polícia impediu que o grupo tentasse parar os veículos sem ajuda.

O governo de Queretaro disse pelo Twitter que 6.531 migrantes viajaram pelo estado mexicano entre sexta-feira e sábado. Desses, 5.771 saíram na manhã de domingo depois de passar pelos três abrigos preparados pelo governo local. O maior deles, em um estado de futebol na capital do estado.

Esses números surgem ainda maiores do que a contagem das autoridades quando o grupo estava na Cidade do México. O aumento levanta a possibilidade de que outros migrantes tenham se juntado à caravana principal.

Os migrantes começaram a jornada antes do amanhecer de domingo para Irapuato a cerca de 100 quilômetros a oeste, depois de cruzarem o estado de Guajanato. Lá, eles também receberam assistência das autoridades locais.Um dia antes, uma cena parecida se repetiu enquanto a caravana saía da Cidade do México. Trens do metrô levaram migrantes pela capital antes do amanhecer. E, em um pedágio no norte da capital mexicana, eles formaram filas para esperar suas vezes de subir em caminhões voluntários para seguir cerca de 200 quilômetros rumo a Queretaro.

Caravana de migrantes chega a estádio em Queretaro, no México, onde há abrigo improvisado — Foto: Marco Ugarte/AP PhotoCaravana de migrantes chega a estádio em Queretaro, no México, onde há abrigo improvisado — Foto: Marco Ugarte/AP PhotoFalta de perspectiva